Grafica TechPrint Goiânia

Checklist CorelDraw

Checklist CorelDraw
O que você deve fazer para finalizar um arquivo sem problemas.

  • 1) Verificar sempre os textos em parágrafos, pois estes podem se omitir atrás da moldura;
  • 2) Verificar sangrias;
  • 3) Verificar se existem imagens com crop (corte) do próprio Corel, que pode implicar em problemas seríssimos no momento do fechamento do arquivo, como por exemplo, imagens faltando pedaços, etc;
  • 4) Checar os copy/paste, no Corel. Eles também têm grande importância no fechamento de arquivo, e objetos incorporados de outros programas através do copiar e colar podem apresentar certos problemas, sendo um deles a “não impressão” correta do objeto em questão;
  • 5) Verificar a resolução das imagens. Dependendo do tipo e detalhamento da imagem, até 220 DPI é tolerável;
  • 6) Checar as imagens e verificar se alguma possa estar em RGB (ou em outra paleta diferente da CMYK ou GRAYSCALE). Assim como qualquer outro software gráfico, o Corel também pode vir a apresentar resultados indesejáveis no momento da conversão para CMYK. Um exemplo disso é que, algumas vezes, as imagens podem sair lavadas, sem vida, em outros casos pode até vir a sair P/B;
  • 7) Cuidado ao converter textos em curvas. Bloco de textos muito grande, quando convertido em curvas, gera um número de pontos demasiadamente grande, tendo problemas no momento em que o arquivo PostScript é enviado para o RIP, problemas estes que podem ocasionar linhas indesejáveis;
  • 8) Lentes, quando falamos em lentes, devemos ter muito cuidado. Além de deixar o arquivo quase que impossível de se trabalhar, elas causam problemas sérios quando aplicadas sobre textos, por exemplo, podendo vir a deixar os textos serrilhados. Nas quatro cores, tal consequência deve-se ao fato de que a lente converte tudo o que está por baixo em uma imagem;
  • 9) Cuidado com as Sombras, procure sempre colocar um calço nas sombras em preto (C 50, M 50,Y 50, K 100), evitando, assim, que elas fiquem esbranquiçadas, dando um aspecto pálido ao material;
  • 10) Degradês - o Corel não trabalha muito bem com degradês, possivelmente esse efeito criado no Corel pode apresentar estrias no material impresso;
  • 11) Cuidado com PSD (extensão do Adobe PhotoShop), imagens com essa extensão, com fundo transparente e rotacionadas no Corel, podem sofrer sérios problemas, tais como, apresentar detalhes serrilhados e faltar pedaços da imagem são os mais comuns;
  • 12) Cuidado também com Overprint (impressão sobreposta). Ela é muito útil quando bem usada, porém, ao contrário, pode causar danos gigantescos. Por exemplo, um objeto ou um texto configurado com overprint de contorno ou preenchimento tende a sobrepor a tudo o que está por baixo. Agora, imagine que o objeto que está por cima esteja na cor branca com overprint e por baixo esteja um objeto na cor preta; quando o objeto branco sobrepor o preto, ele desaparecerá, por isso todo o cuidado é pouco com essa opção;
  • 13) Procurar sempre calçar com cian uma superfície muito grande que esteja em preto (C 40, M 0,Y 0, K 100), pois, na gráfica, o preto puro pode ficar um pouco lavado sem o calço. Assim, se o preto estiver caindo por cima de um objeto com outra cor, ele poderá marcar na impressão;
  • 14) Cuidado com o uso de texturas e padrão duas cores, pois esses efeitos não podem ser considerados nem bitmap nem vetor. Na realidade, eles misturam as características de ambos (bitmap e vetor), por isso seu resultado final nem sempre são os desejados e esperados;

Entre em Contato






Usuarios Online

Nós temos 12 visitantes online
Lembrar de Mim